flip
Edições anteriores
10h Mesa 1 O dia-a-dia debaixo d’água
Alice Sant'Anna
Ana Martins Marques
Bruna Beber

Mediação Noemi Jaffe

Ao se tornar matéria de poesia nas obras dessas três jovens poetas, o cotidiano assume inflexões várias – cômico, melancólico, sublime. A sucessão dos dias, observada naquilo que tem de mais trivial, pode se estender num clima arrastado de tarde de domingo ou sugerir uma possibilidade inesperada de revelação, como indica o título do livro de Alice Sant’Anna, Rabo de baleia. O mergulho na vida íntima, aqui, se constrói por meio dessa tensão entre o campo delimitado pelas paredes da vida privada e um desejo reiterado de expansão.
Tenda dos Autores

12h Mesa 2 As medidas da história
Paul Goldberger
Eduardo Souto de Moura

Mediação Ángel Gurría-Quintana

O crítico Paul Goldberger, que renovou a escrita sobre arquitetura e urbanismo em seus textos para a revista The New Yorker, conversa com o arquiteto português Eduardo Souto de Moura, ganhador do prêmio Pritzker 2011, sobre a relação entre os espaços físicos em que vivemos e nossas experiências de tempo e memória. Como a arquitetura participa da construção das narrativas que definem a identidade de uma certa comunidade? De que maneira novos prédios podem se relacionar com a tradição do espaço em que se inserem? Essas são algumas perguntas em jogo nessa conversa sobre arquitetura e história.
Tenda dos Autores

Apoio

EDP

Colaborador

Embaixada de Portugal

14h30 Mesa Zé Kleber Culturas locais e globais
Marina de Mello e Souza
Gilberto Gil

Mediação Alexandre Pimentel

Desde 2009, a Flip promove um evento especial para discutir a cidade e suas políticas públicas: a Mesa Zé Kleber. Batizada em homenagem ao poeta, músico e importante ativista paratiense, nesta 11ª edição da festa a mesa discute um original conceito criado em Paraty pelo poeta, cantor e compositor caiçara Luís Perequê: o Defeso Cultural. Pensado como forma de evitar que o turismo em cidades de vocação cultural tenha efeitos predatórios, a ideia do Defeso Cultural será discutida pela historiadora Marina de Mello e Souza e pelo músico e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil.
Tenda dos Autores

Apoio

Lanxees

17h15 Mesa 3 Formas da derrota
José Luiz Passos
Paulo Scott

Mediação João Gabriel de Lima

Com registros e universos temáticos muito distintos, os livros de José Luiz Passos e Paulo Scott se aproximam no entanto num interesse comum pela derrota, entendida aqui como um expediente crítico: uma forma de contar histórias que parece excluir já de saída a possibilidade de uma solução harmoniosa para os conflitos do enredo. O ponto de vista daquilo que não deu certo, do lado que saiu perdendo, se torna, nos livros de ambos, uma forma de fazer uma história a contrapelo da própria sociedade brasileira, explorando suas ruínas e fantasmas.
Tenda dos Autores

19h30 Mesa 4 Olhando de novo para Guernica, de Picasso
T. J. Clark

Mediação Paulo Sérgio Duarte

O crítico e historiador da arte inglês T. J. Clark se notabilizou pela capacidade de articular em seus livros análise formal minuciosa com estudos históricos de fôlego, renovando de maneira decisiva nossa compreensão de alguns dos principais representantes da arte moderna. Nesta palestra, baseada nas pesquisas feitas para seu próximo livro, ele discute em detalhes uma das obras-primas da arte moderna, Guernica, de Pablo Picasso, quadro em que a relação entre forma e história ganha um sentido dos mais dramáticos.
Tenda dos Autores

English

  Realização
  Associação Casa Azul