flip
Edições anteriores
10:00 Mesa Zé Kleber
A escrita e o território

Michèle Petit
Dominique Gauzin-Müller
Marie Ange Bordas
mediação
Alberto Martins

Espaço aberto à comunidade paratiense dentro da Flip, com o objetivo de refletir sobre questões locais. A mesa contará com a presença de Michèle Petit, Dominique Gauzin-Müller e Marie Ange Bordas. A antropóloga Petit é conhecida por seus trabalhos sobre a leitura em espaços de crise, como zonas em contexto de guerra, crise econômica ou deslocamento forçado. Seus estudos mostram como o ato de ler, coletiva ou individualmente, ajuda os indivíduos nessas situações. Já a arquiteta e jornalista Gauzin-Müller, mostrará a importância dos equipamentos urbanos planejados segundo preocupações ambientais e sociais, apontando, assim, alternativas criativas para o desenvolvimento sustentável de cidades como Paraty. Já a artista plástica e articuladora cultural brasileira Marie Ange Bordas discutirá as diferentes possibilidades de integrar arte e literatura no processo de resgate cultural e percepção do território, criando espaços nas comunidades com as quais trabalha, onde as crianças são, de forma lúdica e participativa, as protagonistas desse processo.

12h Mesa 1
Lírica crítica

Carol Ann Duffy
Paulo Henriques Britto

mediação
Liz Calder

Encontro de dois grandes poetas. Carol Ann Duffy, primeira mulher a ser indicada como “Poeta Laureado” do Reino Unido, aborda a sexualidade e a violência com intensidade subjetiva e rigor formal. Paulo Henriques Britto é um artífice do verso cujos exercícios de estilo dialogam com a poesia de língua inglesa (da qual é um de nossos maiores tradutores) para criar uma linguagem precisa e um lirismo com olhar crítico.
15h Mesa 2
Marco zero modernista

Gonzalo Aguilar
Marcia Camargos

mediação
Marcos Augusto Gonçalves

Mais moderno dentre os modernos da Semana de 22, precursor da poesia concreta e da Tropicália, Oswald de Andrade sintonizou as elites da Belle Époque brasileira com o espírito futurista e as contradições político-estéticas que eclodiram com a urbanização do país. Pesquisadores de nossa modernidade histórica e literária mostram as múltiplas facetas do poeta nativista que escreveu painéis romanescos e romances cubistas.

Apoio

editora globo
17h15 Mesa 3
Ficções da diáspora

Kamila Shamsie
Caryl Phillips

mediação
Ángel Gurría-Quintana

Dois autores não ingleses de língua inglesa renovam a narrativa a partir da diáspora colonial e reafirmam uma tradição que vai além das fronteiras geográficas, incorporando choques culturais. Com a paquistanesa Kamila Shamsie, os traumas do século XX deságuam nos conflitos pós-11 de setembro; e, com o caribenho Caryl Phillips, diferentes gerações se encadeiam pela identidade racial.
19h30 Mesa 4
O humano além do humano

Miguel Nicolelis
Luiz Felipe Pondé

mediação
Laura Greenhalgh

O projeto iluminista de manipulação da natureza encontrou nas neurociências seu ponto culminante e, em Miguel Nicolelis, um de seus cientistas mais brilhantes. Mas as utopias modernas de emancipação do sujeito não cancelam nossas angústias, nossa precariedade essencial, costuma lembrar o filósofo Luiz Felipe Pondé. O confronto desses pontos de vista revela os dilemas éticos para os quais confluem ciência e filosofia.

Apoio

piaui
English

  Realização
  Associação Casa Azul